As cachoeiras de Presidente Figueiredo

Conhecida como a terra das cachoeiras, Presidente Figueiredo tem sido muito procurada pelos viajantes que vão ao Amazonas. Só para vocês terem noção, são mais de 100 cachoeiras catalogadas (fora as que não estão). SIM! MAIS DE 100! Além de várias corredeiras, grutas e cavernas. Presidente Figueiredo fica a 107km da cidade de Manaus e é um dos poucos lugares que se consegue chegar de carro no estado.

Presidente Figueiredo é um município cercado de natureza por todos os lados, com florestas primitivas, fauna e flora com espécies únicas, um paisagismo fantástico e a cultura cabocla do local fazem de Figueiredo um Paraíso. Quem vai ao Amazonas não pode deixar de visitar a terra das cachoeiras.

Como são mais de 100 cachoeiras, não importa a época que você vá, sempre vai ter algum lugar lindo para visitar. Algumas cachoeiras são mais bonitas na época da cheia dos rios (de fevereiro a junho), como por exemplo a da Pedra Furada, enquanto outras são mais bonitas na vazante, como a da Iracema. Ou seja, sempre é uma boa época para se ir à Presidente Figueiredo. Então vamos lá!

Como chegar?

As opções para se chegar na cidade são: ônibus, táxi ou alugar um carro.

ÔNIBUS: Na ida eu fui de ônibus. Paguei 30,00 na passagem e a viagem durou quase duas horas e meia. O ônibus vai parando para quem estiver chamando, por isso ele é bem mais demorado. Ele sai de hora em hora da rodoviária de Manaus e a empresa é a Aruanã Transportes. É bem tranquilo de comprar na hora, foi o que eu fiz.

TÁXI: essa opção eu só fui saber na volta de PF. Na rodoviária fui direto no ponto de táxi e falei que queria voltar para Manaus. O motorista me falou para esperar até fechar o carro dele com todos os passageiros. O preço foi o mesmo do ônibus (30,00 por pessoa) e a viagem durou uma hora, bem mais rápido! Eu sugiro que se você está indo por conta, vale mais a pena ir de táxi para não perder muito tempo de deslocamento.

CARRO: seguindo pela BR 174 (rodovia que liga Manaus a Boa Vista e segue até a Venezuela). Essa é uma ótima opção se você estiver viajando em grupo. Assim você vai ter mais autonomia para ir onde quiser e a hora que você quiser, até porque as cachoeiras são bem longe uma das outras. Não pesquisei nada sobre aluguel de carro, então não sei dizer qual o valor.

Onde ficar?

Quando eu fui, não achei muitos lugares falando sobre a hospedagem em PF, então fui meio que na sorte mesmo. Eu fiquei na Pousada Pé do Mato. Acho que não está mais aberta, porque não achei mais no Booking. Mas agora abriu o Local Hostel Figueiredo lá (o que fiquei em Manaus) e eu super recomendo! O telefone deles é (92) 98447 5713 para reserva.

Outra opção também é o hotel que fica dentro do Parque Ecológico Iracema Falls, o Hotel Iracema. Dentro desse parque fica uma das cachoeiras mais lindas de lá.

PS: QUEM ESTIVER RESERVANDO PELO Booking.com USE MEU CÓDIGO PDVIAG53 E GANHE 50,00 DE DESCONTO!

CACHOEIRAS:

Agora vem a hora de pirar!! Em qual cachoeira ir? Eu fui pra lá com vários lugares que eu tinha visto na internet e instagram, maaaas não consegui ir em nenhuma! E não fiquei frustrada, sabe por que? Porque eu conheci um lugar mais lindo que o outro, então você vai sempre se surpreender!

No primeiro dia choveu muito durante a manhã, então não tinha muito o que fazer, a não ser esperar. Por isso acabei saindo bem perto do meio dia, mas mas ainda assim deu pra aproveitar bastante.

As cachoeiras que eu fui foram:

Cachoeira da Iracema: Ela tem uma queda d’água de 8 metros de altura e é uma das mais bonitas e mais visitadas. Fica dentro do Parque Ecológico Iracema Falls. Dentro desse parque tem também as cachoeiras das Araras, grutas, trilhas, hotel e restaurante.

Durante a vazante do rio (entre setembro e janeiro) a cachoeira forma pequenas piscinas naturais onde é possível tomar banho tranquilamente. Já durante a cheia do rio (de março a julho) a forte correnteza torna esta uma das mais perigosas cachoeiras do município.

  • Ela fica a 8km da cidade de Presidente Figueiredo,  no KM 998 (antigo KM 115) da Rodovia 174 e mais 2km de ramal. Vocês vão ouvir bastante sobre esse Ramal, que na verdade significa estrada de chão.
  • Horário: das 08:00 as 16:00.
  • Valor: 10,00 por pessoa. Estacionamento gratuito.
Cachoeira da Iracema
Cachoeira da Iracema
Cachoeira da Iracema

Cachoeira da Onça: esta cachoeira fica no interior de uma floresta do tipo campinarana e por lá tem vários tipos de pássaros como acauãs, tucanos, araras galos da serra e papagaios. Ela é uma ótima opção pra quem busca um passeio de ecoturismo levo e acessível. Eu fiquei encantada com esse lugar! Pena que quando cheguei, já estava anoitecendo.

Ela fica localizada dentro de uma reserva administrada pela Fundação Rede Amazônica. Para chegar até a cachoeira, você tem que caminhar por uma trilha bem sinalizada por mais ou menos uns 15 minutos. O caminho é bem lindo! A Cachoeira da Onça tem duas quedas d’água com cerca de 10 metros de altura, mas super tranquilo para ir até debaixo dela!

  • Como chegar: Localizada no KM 108 da Rodovia BR-174. A entrada  do lado esquerdo da rodovia e logo na entrada tem uma placa com a cara de uma onça.
  • Horário: das 08:00 as 16:00
  • Valor 10,00. Estacionamento gratuito.
Entrada da Cachoeira da Onça
Cachoeira da Onça

Cachoeira da Pedra Furada: esse nome se dá por causa das três quedas d’água que britam do alto de uma pedra com tês buracos. Ela é muito linda mesmo! Mas quando eu fui só tinha uma queda. A melhor época para visitá-la é durante a cheia dos rios, entre fevereiro e julho. Mas sinceramente, eu achei ela linda igual.

Super tranquila, é um lugar perfeito para relaxar. Ela é um pouco mais isolada do que as outras cachoeiras, porque ela não tem uma sinalização muito boa, então muita gente acaba passando pela entrada sem nem saber que tem um pequeno paraíso por ali.

  • Como chegar: Primeiro você deve pegar a BR-174 e depois seguir pela AM-240 (estrada que vai para Balbina). Ela fica localizada no KM 57. Logo depois de passar a placa que indica o KM 57, preste atenção do lado esquerdo da pista, porque logo depois vai ter um um pequeno portal de madeira escrito “Pedra Furada”. É aí que você deve entrar.
  • Horário: das 08:00 as 16:00.
  • Valor: 5,00 por pessoa. Estacionamento gratuito.
Cachoeira da Pedra Furada
Cachoeira da Pedra Furada 
Cachoeira da Pedra Furada

Cachoeira do Santuário: essa pra mim foi a mais linda! Tanto que tínhamos outra cachoeira para visitar depois dessa, mas eu não quis sair de lá. Essa é a que talvez possua a melhor infraestrutura turística. As formações rochosas que tem ao redor impressionam pela grandeza. O lugar é composto por três quedas d’água, a maior com cerca de 15 metros de altura. Além disso, as piscinas formadas nas margens do rio, proporcionam banhos mais tranquilos, com direito a saltos de uma pontezinha. A cachoeira tem esse nome, porque na primeira queda d’água está fixada a estátua de Santa Clara.

  • Como chegar: Ela fica localizada no KM-12 da AM-240. A entrada da reserva ecológica é bem fácil de se ver e bem sinalizada a partir da estrada. Para chegar a cachoeira é preciso fazer uma pequena trilha no meio da floresta por mais ou menos uns 10 minutos.
  • Horário: A entrada é permitida das 08:00 as 16:00, uma vez lá dentro você pode ficar ate as 17:00.
  • Valor: 8,00 por pessoa. Estacionamento gratuito.
Cachoeira do Santuário
Cachoeira do Santuário
Cachoeira do Santuário
Cachoeira do Santuário

Outras cachoeiras:

  • Caverna do Maroaga e Gruta da Judéia]
  • Cachoeira da Neblina
  • Cachoeira Natal
  • Vila e lago de Balbina
  • Cachoeira do Mutum
  • Lagoa Azul

OUTRAS OPÇÕES:

Além das cachoeiras, em Presidente Figueiredo você também pode praticar bóia cross, rafting, caiaque.

Um lugar que eu fui também e que eu achei bem interessante foi na Hidrelétrica de Balbina, mas eu fui para ver um trabalho muito lindo que tem sido feito por lá desde a construção dessa Hidrelétrica.

Infelizmente desde o início das obras, muita gente e a natureza foram afetadas de maneira violenta. Desde a construção da estrada (que acabou com aldeias inteiras) até a quase extinção de alguns animais, como o peixe boi. Muito triste ver até que ponto a humanidade vai por pura ambição.

Mas enfim, o que eu quero falar mesmo é do Centro de Reabilitação e Recuperação de animais aquáticos, terrestres e aves. Lá eles tratam de vários animais que foram vítimas acidente ambiental, atropelados nas estradas, tentativa de caça e por assim vai.

Dentre os programas ambientais, estão o Centro de Preservação e Pesquisa de Quelônios Aquáticos (CPPQA), que realiza o monitoramento das áreas naturais de utilização dos quelônios para alimentação e reprodução. As principais espécies são a Tartaruga da Amazônia e o Tracajá. E o Centro de Preservação e Pesquisa de Mamíferos Aquáticos(CPPMA), que é um centro de referência na reabilitação de mamíferos aquáticos da Amazônia, mantido pela Eletrobras Amazonas Energia desde 1992, quando recebeu o primeiro filhote de peixe boi, com 4 meses de idade, que teve sua mão morta por caçadores.

Gente sério, se vocês tiverem um tempinho vão lá conhecer. Lá eu vi o peixe boi (que me apaixonei), antas, araras, papagaios, várias espécies de tartarugas, tucanos. E o melhor, não paguei nada para entrar. Nesse dia almocei no restaurante do Mirandinha e super recomendo, é bem simples, mas a comida é boa e você pode dar sorte de ver vários botos cor de rosa como eu vi!!

Outra dica do que fazer por lá é comer o x-caboquinho: pão, tucumã, quejo coalho e banana, tão bom que não me aguentei e comi dois!

Presidente Figueiredo
img_8668
Centro de Reabilitação e Recuperação de animais aquáticos, terrestres e aves, Presidente Figueiredo

DICAS IMPORTANTES:

  • Se você precisar de guia em PF vá ao Centro de Atendimento ao Turista (CAT), que fica bem na entrada da cidade. Lá você encontra uma exposição de fotos das belezas naturais da região e aproveita e pega um mapa.
  • Para realmente curtir Presidente Figueiredo, eu recomendo ficar, no mínimo, 2 dias. E ainda assim vai faltar coisa pra ver.
  • As cachoeiras são bem distantes uma das outras, então se você não tiver com carro próprio ou você vai ter que ir de táxi ou moto-táxi e combinar com os motoristas os horários de volta. Ou, como no meu caso, pegar um guia.
  • Se for alugar um carro, escolha o ponto de partida e compare os preços de todas as locadoras através dos sites.
  • Evite ir aos domingos nas cachoeiras mais populares, prefira as mais isoladas, porque lota de gente real!
  • Cuidado com as quedas e correntezas, elas podem ficar bem fortes.
  • Preserve a natureza, leve a sua sacolinha de lixo.
  • Algumas cachoeiras não possuem restaurantes, então é sempre bom levar um lanche e água.

Bom é isso gente! Super recomendo Presidente Figueiredo pra quem vai ao Amazonas, e sério, não façam bate e volta de Manaus, porque é muita coisa pra se ver!! Aproveitem para seguir o Pegadas no insta @pegadasdeumaviagem lá tem toda a viagem salva nos stories e muito mais! Qualquer dúvida é só deixar nos comentários!

Até a próxima viajantes!

Amazônia Amazonas Brasil Dicas de Viagem Trilhas Viagem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: